Velocidade de foco. Uma fração de segundo pode mudar tudo!

In: Fotografia Comment: 0 Hit: 480

Do foco mecânico ao eletrônico, manual ao automático. Qual a real diferença prática?
Imensa poderíamos dizer atualmente.
Obturadores com tempo de exposição extremamente curtos, objetivas com aberturas de diafragma incomparáveis, disparo contínuo de frames quase que em cinegrafia, telas de focalização com multi-segmentos. Tudo isto leva a crer que estamos em outra era quando o assunto é Fotografia comparado a o que tínhamos de ferramentas disponíveis a poucos anos atrás. 


Com o avanço da tecnologia de foco, temos a possibilidade de explorar muito mais a riqueza de composição ao trabalhar a profundidade de campo de forma mais precisa, utilizando grandes aberturas de diafragma criando um bokét com espetacular dramaticidade ao mesmo tempo cravando o foco com muito mais nitidez valendo-se de curtíssimos tempos de exposição, bem como a incrível velocidade dos sensores de foco para tal finalidade à ser atingida. A exemplo disso podemos apreciar com muito mais impacto determinadas categorias fotográficas, tais como automobilismo, shows musicais, animais na natureza e esportes em geral.

Neste sentido tudo mudou, e pra melhor, sem sombra de dúvidas.

A fabricante pioneira em foco eletrônico é a Minolta, trazendo em seus primeiros protótipos no final da década de 80, o primeiro sistema de foco através da íris, o chamado Eye-Control, que por usa vez fazi a leitura da retina do fotógrafo afim de disparar o foco automático de acordo com a dioptria e ângulo de visão ao realizar o movimentos com o olho diretor buscando o assunto dentro do visor da câmera. Um verdadeira revolução veio nessa esteira, sendo que logo após isto a japonesa Canon comprou os direitos da patente desta tecnologia e passou a utilizá-la em suas primieras câmeras auto-focus. Não obstante, a Canon aprimorou e muito todo o sistema de foco de suas lentes ao criar o motor eletrônico USM (Ultra Sonic Motor) acoplado na parte inferior da lente, sendo responsável por toda a amostragem de captura de foco através dos pontos pré-definidos pelo usuário.

Nos anos 2000 em diante, a fabricante Nikon cedeu a pressão de mercado e criou o sistema semelhante chamado de AF-S (Auto Focus Speed) para fazer frente a concorrente, de olho no mercado de esportes e eventos.


Comments

Leave your comment

Fone:

 PY (59561) 511-046

Newsletter

Receba nossas novidades