Luz na medida certa.

In: Fotografia Comment: 0 Hit: 717

FOTO=LUZ, GRAFIA=ESCRITA  

Como princípio fundamental desta forma de expressão e documentação, a Fotografia tem na luz seu ponto de início, através do espaço-tempo o qual ocupamos e observamos cada vez mais atentamente.
Pensando à partir disto não poderíamos deixar de salientar a devida importância das inúmeras fontes de luz, bem como a sua forma e intensidade examinada e colocada em mãos habilidosas para dar-nos uma visão muito mais ampla de tudo que nos cerca.

Trabalhar com suas nuances e exprimir determinada linguagem através de uma Fotografia, tem sido uma forma de conectar pessoas a realidades muito distintas, as quais não seriam possíveis não fosse essa magnífica arte.
O profissional da escrita com a luz deve ter em mente como princípio básico a forma inserida em um contexto, aonde irá transcorrer todo o processo de elaboração das suas obras.

Todo o potencial está na luz e todas as possibilidades também em se tratando de Fotografia, portanto devemos priorizá-la o tempo todo. Por conta disto, a tecnologia aliada ao olhar apurado e técnicas de construção da imagem, é possível atingir rapidamente o ápice daquilo que se propõe em termos de resultado.

As fontes de luz principais são:

  • Luz solar
  • Luz eletrônica
  • Luz direta
  • Luz Incidente
  • Luz refletida

Em cada uma delas, existem determinadas técnicas para atingir a combinação perfeita para obter uma boa imagem.
Tomemos como raciocínio inicial a premissa de que a luz sobre determinada forma, iluminando por determinado tempo, pode ser captada por determinada maneira. Essa inescapável organização de pensamento, faz com que o Fotógrafo possa registrar o assunto de interesse, utilizando a linguagem que determina expressar. Sem esse raciocínio através da física, não é possível ordenar os princípios os quais embasam a Fotografia em sua totalidade.



Valendo-se desses fundamentos, eis que a escolha da ideal fonte de luz em uma produção torna-se o próximo passo rumo ao intento de fotografar, entretanto se a fonte de luz já foi definida pelo tipo de ambiente o qual se deseja obter a imagem de forma natural e sem alterar a quantidade de luz proeminente, a escolha então passa a ser pelo tipo de equação na câmera e lente, a qual será definida para capturar a cena, da forma mais equilibrada possível.

É imprescindível ter em mente que podemos também "intervir" artificialmente em luzes naturais afim de obter maior realismo, o qual é proporcionado pela magnitude de nosso cérebro e sistema ocular, em captar as infinitas possibilidades de luzes ao nosso redor. Para tal, lançar mão de um bom sistema de luz contínua, pode literalmente salvar um trabalho, no qual o equipamento câmera e lente, não forma suficientes para realizar tal empreitada a contento.


Tags: Flash Luz

Comments

Leave your comment

Fone:

 PY (59561) 511-046

Newsletter

Receba nossas novidades